Você sabia que as hortas estão ressurgindo nas cidades? Aos poucos elas vêm mudando a cara de uma série de bairros em metrópoles como São Paulo e em cidades pequenas mundo afora. Eu, que odeio o lado cinza das cidades, adoro a forma criativa e sustentável como as hortas urbanas estão mudando a vida das pessoas. Quer saber mais sobre elas? Então continue lendo que o Fusca aqui vai contar tudo pra você.

O conceito das hortas urbanas

Sei que para muitos humanos hortas são o tipo de coisa que se fazia na escola, mas que nunca mais se tem contato depois de crescer. Mas existem muitas pessoas que estão mudando esse cenário e tornando as hortas uma nova tendência das cidades.

De uns tempos pra cá, motivadas pelas informações que mostram quão mal as pessoas se alimentam, quão infestados de pesticidas e outros tipos de agrotóxicos muitos alimentos estão e como o processo de transporte da cadeia produtiva pode aumentar o envio de poluentes para a atmosfera, mais e mais seres humanos estão focados em mudar esse cenário.

As hortas estão voltando como uma alternativa para as pessoas que querem ter controle e acompanhamento maior daquilo com que se alimentam. Esse movimento começou com muitas pessoas fazendo pequenas hortas em suas casas e apartamentos; agora está ganhando corpo com as hortas urbanas, que aproveitam espaços ociosos nas cidades para a produção de alimentos, muitas vezes de forma comunitária.

Talvez existam hortas pertinho e você ainda nem saiba! Eu sei porque graças ao meu faro consigo sentir de longe a presença de uma delas, mas sei que vocês não têm olfato tão bom assim, por isso vou falar pra você de dois exemplos bem bacanas.

Exemplos de hortas urbanas

E, se você pensa que horta urbana é coisa de europeu, vou dar dois exemplos muito inovadores de hortas urbanas em São Paulo mesmo.

O primeiro deles, que talvez seja o mais famoso, é o caso da horta da Avenida Paulista. Em um dos locais mais movimentados da avenida, a Praça do Ciclista, local conhecido por ser ponto de encontro de muitas manifestações, existe uma horta cuidada por voluntários.

A Horta do Ciclista, como é chamada, não tem plantas de grande porte, mas está repleta de ervas aromáticas, acessíveis para quem quiser. O cuidado dela é feito aos domingos por esses voluntários, que interagem por meio de uma página no Facebook. Mas não são só terrenos que têm se transformado em hortas urbanas. No bairro de Perdizes, por exemplo, um carro abandonado se transformou em horta na rua Homem de Melo. O veículo fica estacionado na rua e está coberto por plantas. O resultado é uma horta bonita e inusitada, que chama a atenção de quem passa, trazendo mais verde e cheiros mais agradáveis para o espaço.

Como você pode ver, hortas urbanas estão muito mais ligadas à vontade das pessoas de inovar e transformar os espaços urbanos do que a grandes espaços disponíveis. Por isso, se quiser participar desse movimento, você pode procurar nas redes sociais grupos de voluntários de hortas já existentes ou identificar voluntários e espaços onde você poderia iniciar esse movimento perto de você.

Eu adoro essa ideia de ter hortas espalhadas nas cidades. E você? Conhece algum exemplo legal? Conte pra mim nos comentários. 

Comment